Listas, Séries

7 Melhores Séries Drama da HBO

Todos sabemos que o canal pago HBO (Home Box Office) é quase que sinônimo de qualidade, nem todas as séries são maravilhosas, é claro, o canal não pode ter tudo, mas a cada dez séries, nove são de extrema qualidade, pra completar os programas tem alto índice de audiência e de ótimas criticas, algumas produções já chegaram ao patamar de produção cinematográfica, não por menos, sem mais delongas, separei as dez melhores séries dramas que o canal já produziu durante sua nem tão longa jornada.

Resultado de imagem para Games of Thrones
1.  Game of Thrones (2011 – Presente)
Quando falava de nível cinematografico, eu não estava exagerando, com uma legião imensa de seguidores, essa é a maior sensação da televisão nos dias atuais, se você não acompanha a saga dos tronos, não sabe o que está perdendo, não se iluda achando que tudo é só fantásia, dragões é muito mais do que isso. Há muito tempo, em um tempo esquecido, uma força destruiu o equilíbrio das estações. Em uma terra onde os verões podem durar vários anos e o inverno toda uma vida, as reivindicações e as forças sobrenaturais correm as portas do Reino dos Sete Reinos. A irmandade da Patrulha da Noite busca proteger o reino de cada criatura que pode vir de lá da Muralha, mas já não tem os recursos necessários para garantir a segurança de todos. Depois de um verão de dez anos, um inverno rigoroso promete chegar com um futuro mais sombrio. Enquanto isso, conspirações e rivalidades correm no jogo político pela disputa do Trono de Ferro, o símbolo do poder absoluto.

Resultado de imagem para The Sopranos
2.  The Sopranos (1999 – 2007)
Provavelmente a série mais importante do canal, tanto por conta da sua relevância, quanto por importância para o seu tempo, muito bem recebida por todo o público, critica e muito premiada, a série da máfia, claro que, não tem nada a ver com O Poderoso Chefão, a pegada é outra, ainda assim, vale apena.

Resultado de imagem para The Leftovers
3.  The Leftovers (2014 – 2017)
Para poucos, a série não agradou todo mundo, por motivos muitos simples, ela não é muito fácil, o drama enigmático que se passa três anos após um evento global chamado “Partida Repentina”, na qual, ocorreu o desaparecimento inexplicável e simultâneo de 140 milhões de pessoas, 2% da população mundial, em 14 de outubro de 2011. Na sequência desse evento, as principais religiões declinaram, e inúmeros cultos emergiram, sendo o mais importante deles os ”Remanescentes Culpados”. A série acompanha a tentativa do mundo inteiro em tentar lidar com esta situação improvável e traumática mostrando a vida daqueles que foram deixados para trás. A primeira temporada gira em torno de Kevin Garvey, pai de família e chefe de polícia de um pequeno subúrbio nova-iorquino, (Mapleton) que se esforça para recuperar a sensação de normalidade diante de uma situação que parece impossível.

Resultado de imagem para The Wire
4.  The Wire (2002 – 2008)
Outra série que fez extremo sucesso e considerada uma das melhores de todos os tempos, muito por conta do tratamento que tem com a realidade. concebida por David Simon, ex-jornalista, e Ed Burns, ex-policial e professor em Baltimore. A série inova ao ter uma perspectiva ampla e multilateral dos temas tratados. Cada temporada funciona como um romance com início, meio e fim, tendo sempre diferentes personagens no foco central, sem no entanto abandonar os personagens já conhecidos. As histórias foram baseadas nas experiências dos dois criadores: Simon é o autor de Homicide: A Year in the Killing Streets, que narra o cotidiano real do Departamento de Homicídios de Baltimore nos anos 80, onde conheceu Burns. Os dois juntos escreveram The Corner: A Year in the Life of an Inner-City Neighborhood, que descreve o cotidiano real de uma família em um gueto dominado pelo tráfico. Os dois livros viraram séries de TV nos anos 90, e inspiraram a maioria dos personagens e histórias apresentados

Resultado de imagem para Oz HBO
5.  Oz (1997 – 2003)
Uma das séries mais ‘fortes’ de todos os tempos, cheia de violência (muita mesmo) tem como proposta mostrar o cotidiano da prisão de segurança máxima Oswald, também conhecida como “Oz”, incluindo todas as suas subdivisões como o corredor da morte, Emerald City, Unidade B, entre outras. A série tem como principal marca o realismo presente em suas cenas, incluindo temas como sexo, violência e consumo de drogas, a série também contou com as primeiras cenas de nu frontal masculino, dentre eles dos atores Kirk Acevedo e Christopher Meloni.

Resultado de imagem para Six Feet Under
6.  Six Feet Under (2001 – 2005)
Cada episódio começa com uma morte — e por conseqüência — um cliente da funerária. Esta morte, geralmente, dá o tom de cada episódio, permitindo aos personagens refletirem sobre as suas vidas e infortúnios, baseando-se na morte do cliente e suas consequências, a série gira em torno do filho mais velho de Nathaniel Fisher, o dono de uma funerária e marido dedicado, e Ruth Fisher, uma dona de casa infeliz com a vida. Ao retornar à sua cidade, após um longo período em Seattle, Nate relutantemente se torna sócio do negócio da família, junto com o seu irmão David Fisher que protesta contra a decisão de seu pai. Claire Fisher é a filha mais nova da família, que apesar de muito próxima do irmão David, pouco conhece seu irmão Nate, que mudara-se para Seattle há anos, e raramente se encontrava com a família.

Resultado de imagem para True Blood
7.  True Blood (2008 – 2014)
O mesmo criador do sexto lugar, é a idealizador daqui, a série que para muitos desandou totalmente depois da segunda temporada – em partes preciso mesmo concordar – Numa nova era de evolução científica, os vampiros conseguiram deixar de ser monstros lendários para se tornarem cidadãos comuns. Essa mudança, que aconteceu do dia para a noite, deve-se a cientistas japoneses, que inventaram um sangue sintético, fazendo com que os humanos deixassem de ser o seu prato principal. Já os humanos ainda não se sentem totalmente seguros convivendo lado a lado com toda a legião de vampiros que está saindo de seus caixões. Ao redor do mundo, cada um escolheu o seu lado a favor ou contra essa revolução, mas numa pequena cidade de Lousiana,chamada Bon Temps as pessoas ainda estão formando a sua opinião. Sookie, garçonete de um pequena lanchonete, tem o poder de ouvir os pensamentos das pessoas e não vê problemas na integração desses novos membros à sociedade, principalmente quando se trata de Bill Compton, um atraente vampiro de 173 anos de idade. Mas ela pode vir a mudar de opinião, à medida que desvenda os mistérios que envolvem a chegada de Bill a sua cidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s