Listas

10 Melhores Vencedores da Palma de Ouro

O maior festival de cinema terminou hoje, completando 70 anos, o prestigiado festival ano após ano ganha mais prestigio, sempre envolto em muitas polêmicas, escolhas peculiares, presidentes do júri que referem causar polêmica do que cumprir com sua tarefa, Pedro Almodóvar presidente mais recente do festival – que premiou o sueco The Square -, faz justamente o contrário de George Miller (em 2016, júri cheio de polêmicas e escolhas duvidosas). Como disse acima, o festival completou setenta anos, dentre todos os vencedores da Palma de Ouro, separei os dez que eu particularmente, gosto mais, em ordem de preferência, eis a lista.

Resultado de imagem para Taxi Driver
1. Taxi Driver (1976), de Martin Scorsese 
O retrado primoroso consigo mesmo, a melhor atuação de Robert DeNiro, o melhor filme de Martin Scorsese, o melhor filme que já ganhou a Palma de Ouro, alias, qualquer prêmio para esse filme, é pouco. Travis Bickle (Robert DeNiro) é um jovem veterano do Vietnã, que volta para as ruas de Nova York trabalhando como motorista de táxi. Conhecendo melhor todos os podres das vielas da cidade, seu caminho se cruza com o das jovens Betsy (Cybill Sheperd) e Iris (Jodie Foster), uma prostituta de apenas 12 anos, o que o faz se revoltar com tudo e com todos, explodindo sua raiva e violência que sempre demonstrou ter. Ele planeja um atentado contra um senador e, sozinho, ainda bate de frente com os cafetões de sua mais nova jovem amiga

Resultado de imagem para apocalypse now movie2. Apocalypse Now (1979), de Francis Ford Coppola
O filme que demorou tanto para ficar pronto, não poderia ser laureado com menos, também um dos maiores (se não o) filme de guerra de todos os tempos, com um elenco cheio de estrelar para sua época, ainda é uma critíca valida. O Capitão Willard (Martin Sheen) recebe uma missão: matar um insano desertor, o Coronel Kurtz (Marlon Brando), que preparou uma tropa para atacar os próprios americanos.

Resultado de imagem para all that jazz movie3. All That Jazz (1979), de Bob Fosse

Se Coppola fez o melhor filme de guerra, Bob Fosse é o melhor diretor de músicas que o cinema já teve, infelizmente com poucos filmes e duas obras-primas, O Show Pode Continuar – oe Gideon (Roy Scheider) é um diretor de cinema que vive uma bela vida de luxo e prazer. Após um enfarte, deve rever sua rotina, para o seu próprio bem. Mas, ao invés disso, ele continua levando a vida de antes, mesmo alertado dos males que isso pode lhe causar.

Resultado de imagem para the piano movie
4. O Piano (1993), de Jane Campion

Um soco na alma, é como eu chamaria o filme da única mulher vencedora da Palma de Ouro, em Cannes. Uma mulher que se recusa a falar sai da Escócia para as florestas da Nova Zelândia em um casamento arranjado, levando consigo sua filha e seu piano. As coisas acabam não sendo bem como ela imaginou, e sua vida passa a ser cada vez mais difícil.

Resultado de imagem para pulp fiction movie5. Pulp Fiction – Tempos de Violência (1994), de Quentin Tarantino
Tarantino já estava no mapa com seu primeiro filme, com seu segundo e melhor (até hoje) ele conquistou o mundo, uma legião de fãs, respeito e importância. Três histórias são apresentadas de forma não cronológica e se cruzam durante o filme. Em uma, conhecemos Vincent Vega e Jules Winnfield, dois mafiosos que devem fazer uma cobrança. Em outra história, Vincent deve levar a mulher de seu chefe para se divertir enquanto ele viaja, mesmo com todos os boatos que rodeiam o caso. Em outra, Butch Coolidge é um boxeador que deve lutar em um combate com vencedor pré-definido, mas que surpreende a todos, vence e foge com o dinheiro da luta para provar o seu valor, sendo perseguido logo após. Palma de Ouro em Cannes.

Resultado de imagem para The Pianist movie
6. O Pianista (2002), de Roman Polanski
Para alguns Polanski já foi um grande diretor, para outros seu foi O Pianista, sou do mesmo time, assim como Tarantino, Polanski ganhou a Palma de Ouro com seu melhor filme (até hoje). As memórias do pianista polonês Szpilman são retratadas nesse emocionante filme, contando como começaram as restrições aos judeus em Varsórvia e como conseguiu sobreviver ao Holocausto. Incrementado com cenas chocantes e belas músicas,

Resultado de imagem para blue is the warmest color7. Azul é a Cor Mais Quente (2013), Abdellatif Kechiche
Steven Spielberg demorou muito para aceitar a presidência do júri em Cannes, o resultado foi uma das melhores escolhas de todos os tempos – isso não só na Palma, como em todas as categorias daquele ano – Adèle é uma garota de 15 anos que descobre, na cor azul dos cabelos de Emma, sua primeira paixão por outra mulher. Sem poder revelar a ninguém seus desejos, ela se entrega por completo a este amor secreto, enquanto trava uma guerra com sua família e com a moral vigente.

Resultado de imagem para the tree of life movie
8. A Àrvore da Vida (2011), de Terrence Mallick
O que para alguns é uma grande bobagens, para outros é uma grande odisséia. Conta a história que aproxima o foco na relação entre pai e filho de uma família comum, e expande a ótica desta rica relação, ao longo dos séculos, desde o Big Bang até o fim dos tempos, em uma fabulosa viagem pela história da vida e seus mistérios, que culmina na busca pelo amor altruísta e o perdão.

Resultado de imagem para entre le murs9. Entre os Muros da Escola (2008), de Laurent Cantet
Uma critíca social do sistema público de educação na França, excelentíssimo filme. François e seus colegas professores preparam o novo ano letivo em uma difícil escola da periferia parisiense. Munidos das melhores intenções, eles se apoiam mutuamente para manter vivo o estímulo de dar a melhor educação a seus alunos. A sala de aula, um microcosmo da França contemporânea, testemunha os choques entre as diferentes culturas. E por mais inspiradores e divertidos que sejam os adolescentes, seu difícil comportamento pode acabar com qualquer entusiasmo de professores mal pagos.

Resultado de imagem para wild at heart10. Coração Selvagem (1991), de David Lynch
David Lynch é David Lynch, com uma carreira brilhante não poderia ficar sem um dos maiores prêmios do cinema, ainda que não seja o seu melhor filme. Numa estranha homenagem ao filme “O Mágico de Oz”, Sailor e Lula são dois amantes que vivem intensamente a vida e a paixão. Tentando fugir das garras da mãe da garota, os dois caem na estrada para uma viagem violenta e psicodélica, uma vez que a mãe de Lula contrata um grupo de assassinos profissionais para matar Sailor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s